Cristina Fernández de Kirchner recebeu Dilma Rousseff: “Falamos sobre Lula e o dos ataques aos Governos Populares”

A senadora nacional recebeu à presidenta eleita do Brasil quem participou do ato central da CGT (Confederação Geral de Trabalho) em Buenos Aires. Ambas coincidiram numa leitura política em comum em relação as perseguições na América Latina. “Seguimos fortes e resistentes”, indicou Dilma.

“Falamos de Lula, primeiro presidente operário do Brasil, dos ataques aos governos populares e do retrocesso social e econômico dos nossos povos”, escreveu a senadora nacional que advertiu “ demasiadas coincidências (entre as realidades atuais de ambos países) para serem casualidades”. “Tudo tem a ver com tudo”, alertou.

Por sua parte, a ex mandatária brasileira também se expressou através das redes sociais e utilizou sua conta de Twitter para agradecer a reunião oferecida por Cristina.

Mais tarde, Rousseff passou pela sede da CGT para participar do ato pelo dia do trabalhador, em 1 de Maio, no salão Felipe Vallesse, onde foi acompanhada por vários dirigentes do sindicalismo do pais.

Tempo depois, Dilma e Cristina compartilharam um jantar junto com quem tinha sido embaixador no Vaticano, Eduardo Valdés. No encontro também participaram o ex-presidente da Colômbia, Ernesto Samper, a senhora Estela de Carlotto, titular de Abuelas de Plaza de Mayo, Alberto Rodriguez Saa, governador da Província de San Luis e Adolfo Perez Esquivel, prêmio Nobel da Paz, entre outros referentes da política e dos Direitos Humanos.